Como criar conteúdo relevante para o seu site/blog

Em tempos de SEO e Inbound Marketing, a questão de como criar conteúdo relevante, acaba se tornando uma preocupação constante, pois um erro pode estragar toda sua estratégia de marketing de conteúdo.

Para que funcionem as estratégias de atração de tráfego e captura de Leads, vamos precisar ir além da questão de como criar conteúdo relevante e abordar também o problema de como gerar o engajamento neste conteúdo, afinal uma coisa é criar conteúdo, outra coisa é fazer que este conteúdo gere resultados (comentários, compartilhamentos, leads ou até mesmo link building), afinal conteúdo sem retorno, de nada será válido.

Mas então como criar um conteúdo altamente relevante para publicar em meu blog?

Vamos lá!

1 – Defina sua Persona

O primeiro passo para saber como criar um conteúdo que seja relevante é definir sua persona de marketing.

A Persona é um personagem que você desenvolve durante o processo de planejamento da sua estratégia de marketing digital.

Um persona é um personagem fictício que represente o seu melhor tipo de cliente. Esse personagem deve ter nome, idade, sexo, entre outras características físicas, quais os seus desejos, quais os seus medos, etc. Deve ser o mais definido possível.

O importante é identificar primeiramente as necessidades e os interesses do seu público-alvo para que assim você produza um conteúdo que realmente os atraia. Quanto mais você conhecer o seu público, mais será eficiente todas as suas campanhas e consequentemente a conversão.

2 – Coloque-se no lugar do seu público-alvo

É importante sempre que for produzir conteúdo é se colocar na posição do seu público, ou seja, entender o exato momento do visitante do seu site/blog e fazer com que sua mensagem seja diretamente para ele.

Lembrando que quanto mais intimista e pessoal for a linguagem, melhor será, pois com isso você criará um ambiente familiar e psicologicamente deixará o seu leitor muito mais receptivo a sua mensagem.

3 – Coloque-se no mesmo patamar de conhecimento do seu leitor

Infelizmente há um erro muito comum que ocorre na hora da produção de texto, que é o autor se colocar em um pedestal, isso acaba afastando seus leitores e não os aproximando.

Quando você se coloca em um nível igual ao do seu leitor, quebra uma barreira para a assimilação da mensagem que está pretendo passar.

4 – Ofereça opções para aprofundamento no assunto

Uma prática interessante para produção de conteúdo é acabar oferecendo opções para que o leitor possa aprofundar os seus conhecimentos, afinal isso acabará deixando a experiência do seu leitor completa.

Ofereça links sempre que possível para outros sites de referência, caso o visitante queira conhecer mais a fundo sobre o assunto relacionado. Além de oferecer uma experiência, estará dando uma ajuda no seu processo de SEO.

5 – Traga algo de novo a discussão

Com uma grande frequência nos deparamos com artigos que quando chegamos no fim da leitura constatamos que trata-se apenas de pouco mais sobre a mesma coisa que já havia sido abortada em outro artigo.

Caso queira produzir conteúdo que seja relevante para o seu site, é necessário acrescentar algo a mais, caso contrário, irá cair na mesmice, afinal a finalidade do marketing de conteúdo é justamente trazer informações e ter destaque.

Para começar, é importante que sempre antes da criação de conteúdo você faça uma pesquisa mais aprofundada sobre o assunto que quer abordar e levante sempre novas questões e sempre dá uma abordagem diferenciada sobre o tema e se achar necessário, levante uma polêmica sobre o que já foi apresentado em outros lugares.

Fazendo umas das funções do Marketing Inbound que é promover a discussão.

6 – Crie relacionamentos internos de conteúdo

Complementar a informação é interessante, pois na maioria das vezes é perca de tempo inserir toda a informação em um único texto, pois isso o tornaria muito extenso e temos consciência que muitas pessoas acabam não lendo todo o conteúdo, porém também existem pessoas que desejam se aprofundar mais na matéria. Ai fica a pergunta – Como resolver esse impasse?

A resolução é bem simples, é só criar linkagens internas ou até mesmo externas para outros artigos que façam a complementação daquela informação que você quer passar, pois além de deixar seu conteúdo bem mais completo, você irá dar uma força no seu trabalho de SEO do site.

Quer se aprofundar ainda mais no assunto? Que tal ler esses artigos sobre criação de conteúdo.

Pagerank de sites! O PageRank do Google acabou?

Recentemente ocorreu um fato que abalou o mundo dos profissionais de SEO, pois o gigante das buscas “Google” optou por não revelar mais o pagerank dos sites.

Se você trabalha com SEO deve saber o quão importante é o PageRank de cada site analisado. Tanto por análises interna como externas (concorrentes).

Caso ainda tenha dúvidas sobre o tema, leia nosso artigo sobre “O que é pagerank“.

Mas o PageRank acabou de vez?

Podemos ver na imagem acima que nem mesmo no blog oficial do Google para Webmaster, o PageRank não sai do 0, ou seja, não exibe mais esse dado de nenhum site.

Você já deve ter percebido que nenhuma das extenções de navegadores ou nem mesmo as ferramentas de cálculo de PagaRank funcionam mais.

Isso devido a uma atualização no Google anunciada no dia 18 de abril de 2016 dizendo que o PageRank deixou de ser exibido publicamente.

Mas não se preocupe, o PageRank não acabou!

O Google apenas decidiu por não mostrar mais os seus dados públicamente, pois estava sofrendo muito com usuários que tentavam burlar o rankeamento de sites com técnicas de Black Hat.

As alternativas…

Nenhuma ferramenta de pagerank funciona atualmente, porém você pode optar por algumas ferramentas que também possuem um algoritmo próprioe muito parecido com o PageRank do Google.

Vou lhes apresentar 3 ótimas ferramentas:

  1. MOZ
  2. Majestic SEO
  3. Ahrefs

A primeira alternativa é a ferramenta da empresa MOZ.

Alternativa 1 – MOZ

A MOZ entrou no mercado de SEO em 2004 para criar ferramentas que ajudem as pessoas a otimizarem seus sites para os mecanismos de busca, desde então vem aprimorando suas ferramentas.

Eles possuem um pagerank próprio parecido com o do Google. Sua ferramenta além de mostrar o pagerank do domínio analisado, também mostra o pagerank da página que está sendo analisada.

Faça uma análise gratuita no site da Moz: Ferramenta de análise de backlinks.

Lembrando que as consultas free no site da MOZ são limitadas, você só poderá fazer 5 consultas por dia no plano free.

Outra alternativa seria instalar o plugin da MOZ em seu navegador (Apenas para Google Chrome).

Alternativa 2 – Majestic SEO

A Majestic SEO também é considerada uma das empresas líderes em ferramentas para análises de SEO e é extremamente útil para análises de link.

Confira as ferramentas para SEO da Majestic

E você também pode instalar a extenção do Majestic em seu navegador (disponível para Google Chrome ou Firefox).

Alternativa 3 – Ahrefs

A Ahrefs também é uma ferramenta completa de SEO que também permite acompanhar todos os seus backlinks.

Conclusão

O PageRank não acabou, se acalme rsrs.

O Google apenas deixou de exibir seus dados publicamente por conta de muitas técnicas de black hat, o que fazia com que alguns sites ganhassem posições de maneira incorreta e injusta com quem pratica a arte do SEO.

Agora o jeito vai ser analizar detalhadamente os backlinks e outros fatores de SEO que ajudam a aumentar a autoridade de seus sites.

O que é PageRank – Um dos maiores fatores de ranqueamento de SEO

O PageRank é um dos algoritmos do Google que mais possui relevância para as classificações dos sites na internet, ele é uma espécie de nota de 0 a 10 para cada site.

Quem já trabalha com SEO (Otimização de sites para mecanismos de buscas) sabe muito bem que o PageRank é um dos maiores fatores de rankeamento de um site.

Como funciona o PageRank

De acordo com algumas regras, o Google determina uma nota de 0 a 10 para cada site que está indexado no buscador. Essa nota é dada de acordo com a relação de links entre todos os sites do mundo.

Normalmente os sites novos possui um PageRank de nota 3. Conforme o tempo vai passando e o site vai sendo otimizado ou não, esse valor pode ser elevado ou até mesmo abaixado.

Para se alcançar um PageRank de nível 4 não é tarefa fácil, apenas sites realmente relevantes na internet possui um PageRank 4 e assim por diante.

Os fatores que o Google analisa para alterar o PageRank de cada site

Pelo que sabemos até hoje, segundo diversos estudos que são feitos por grandes agências como “MOZMagestic SEO, etc” o que mais valoriza o PageRank são os Link Building.

O Link Building é um nome dado à técnica de conseguir links relevantes indicando para o seu site.

O Google calcula diversos fatores como:

  • Quantidade de links que seu site recebe;
  • Quantidade de links que você indica em seu site;
  • Verifica se ôs links que você recebe possui tag “follow” ou “Nofollow” (A tag Follow significa que o link pode passar a autoridade do outro site para você, caso a tag do link seja Nofollow significa que o site que está linkando você não está passando nenhuma autoridade dele);
  • Verifica qual o texto âncora do seu link (texto âncora é o texto do seu link);
  • Verifica qual é o local do do link (se o link está no topo do seu site, no conteúdo do seu site, na sidebar ou no rodapé);
  • Verifica qual é o PageRank do site que está linkando você (quanto maior o PageRank do site linkando a você, melhor será o seu PageRank);
  • Entre outros diversos fatores.

O PageRank é um algoritmo que considera muitos fatores e se atentar ao máximo possível deles é muito importante para manter os seus sites bem rankeados no Google.

Como saber qual o meu PageRank?

Até o começo de 2016 as pessoas podiam ver livremente o número exato do PageRank de seus sites, porém uma atualização do Google fez com que esses dados deixassem de ser exibidos.

Confira mais detalhes no artigo “O PageRank acabou?”

Saber construir uma autoridade para seu site através de link Building e outras técnicas de SEO é essencial para conseguir melhorar suas posições nos buscadores.

Com isso concluo meu artigo sobre PageRank, espero que tenha sido útil para você, caso tenha restado alguma dúvida, deixe nos comentário que responderei em breve.

Grande abraço.

8 Dicas valiosas para divulgar ainda mais a sua empresa [adoro a 7ª]

Está perdido? Não sabe mais onde divulgar sua empresa para ampliar seus resultados e conquistar novos clientes? Então leia essas 8 dicas matadoras.

Você não é o único que sofre com esse problema, pode ter certeza que muitos já passaram por essa mesma situação, pois para ter sucesso em divulgações empresariais é preciso muita dedicação, e muito entendimento do seu público.

Para alcançar o sucesso da imagem de sua empresa é preciso muito mais do que apenas investir em propagandas, é preciso criar metas mensuráveis e estratégias para alcança-las. E uma das principais metas que toda empresa deve ter em mente, se deve a criação de autoridade.

Pensando nisso, você deve manter um relacionamento constante e agradável com seus potenciais clientes.

Mas como estar sempre presente sem ser um cara chato?

Esse é o princípio de um bom relacionamento.

As pessoas são chatas quando trazem informações desnecessárias e irrelevantes, consequentemente isso faz com que você não consiga ir tão longe com a sua divulgação.

Não seja um cara chato com seus prospectos, antes de iniciar uma conversa, saiba exatamente quem é ele! Quais suas dores, quais os seus desejos, quais as suas principais necessidades, como você pode ajuda-lo, e por aí vai. A primeira dica trata exatamente disso.

1 – Identifique quem é o seu potencial cliente

Ao realizar esse passo em sua campanha de marketing é possível prever algumas necessidades e/ou problemas do seu potencial cliente.

Dessa maneira será muito mais fácil manter um bom relacionamento e se tornar um melhor amigo daquele prospecto.

Depois disso será o momento ideal para apresentar quais soluções sua empresa possui para resolver aqueles problemas enfrentados por ele.

Conheça agora 2 técnicas para conhecer melhor seus potenciais clientes:

  1. Crie um persona;
  2. Crie um mapa da empatia.

As duas opções são extremamente valiosas. Tanto um persona como um mapa da empatia, será o suficiente para levantar informações necessárias e criar um bom relacionamento com seu potencial cliente, sem ser chato e entregando apenas informações úteis tanto para seu público quanto para seus clientes.

2 – Saiba se comunicar

  • É obrigatório que toda empresa tenha pessoas que saibam se comunicar de maneira agradável e empolgante com seus “futuros clientes”.
  • Demonstre que você se preocupa com eles. Tenha uma central de dúvidas se possível, um atendimento online, ou qualquer outro tipo de suporte para clientes e prospectos também.
  • Descubra qual é a melhor maneira de passar informações ao seu público, fazendo com que o máximo de pessoas possível vejam essas informações. Podem ser dicas, notícias sobre sua área de atuação, ou qualquer outra informação que agregue valor ao seu público.

Não se esqueça de que você deve entregar soluções e não encontrar mais problemas para seu público. Muitas empresas se preocupam demais em identificar problemas, mas esquecem de entregar as soluções. Isso faz com que seu público não volte a lhe procurar.

3 – Escolha os melhores canais de mídia

Antes de começar a escolher os melhores canais de mídia é importante ter em mente “Qual a localidade do público” que você deseja atingir com a divulgação de sua empresa.

Tendo isso em mente será muito mais fácil escolher quais os melhores canais de mídia para realizar a divulgação de sua empresa. Será que é uma divulgação local, ou uma divulgação em massa para todo o país.

Abaixo listarei diversos canais de mídia e seus respectivos alcances.

Internet (atualmente o principal veículo de divulgação)

Aqui você poderá alcançar o mundo todo facilmente.

  • Blog
  • Fóruns

TV

Na televisão você tem o direito de escolher quais os locais você deseja alcançar.

  • Comerciais
  • Anúncios em programas
  • Patrocinando programas

Mídia impressa

Mais indicado para alcance local, ou cidades vizinhas.

  • Folders;
  • Cartazes;
  • Panfletagem;
  • Cartões de visita;
  • Canetas;
  • Calendários.

Marketing boca a boca

Podem ser utilizado para qualquer tipo de público (pequena, média ou grande empresa), porém quanto maior for o público, mais profissionais serão preciso para atender e realizar as divulgações boca a boca para seu público alvo.

  • Presença em eventos do ramo de atuação
  • No próprio estabelecimento
  • Bater de porta em porta

Campanhas publicitárias

Geralmente as campanhas publicitárias necessitam de muito mais investimento para alcançar um bom público e são na maioria das vezes utilizadas por grandes empresas, já que exigem muito mais capacitação do time de marketing.

  • Campanha institucional
  • Campanha educativa
  • Campanha de propaganda
  • Campanha de promoção
  • Campanha de oportunidade
  • entre outras

4 – Mostre que sua empresa entende do assunto

Essa é atualmente a melhor forma de divulgar uma empresa. Devido ao grande número de pessoas conectadas a Internet, posso dizer que ter um Blog é a melhor opção para mostrar o quanto a sua empresa entende do assunto.

Através de um blog no site da sua empresa, é possível ter uma infinidade de dicas valiosas para seus potenciais clientes e consequentemente ir conquistando a confiança destes.

Também é possível inserir botões das redes sociais em suas páginas para que seu conteúdo seja compartilhado nas redes sociais, fazendo com que o site de sua empresa se espalhe cada vez mais pela web.

5 – Crie estratégias online!

Quando se decide utilizar a internet para realizar a divulgação de sua empresa, é possível utilizar diferentes tipos de estratégias online.

Estratégia no Facebook

O Facebook é a maior rede social do planeta, por isso se tornou indispensável para as empresas investir nesse tipo de mídia para alavancar os negócios de sua empresa. Acesse nosso artigo para saber mais sobre como utilizar o Facebook para seu negócio.

 

Instagram para negócios

O site www.instagram.com obteve um crescimento incrível em seu número de usuários nos últimos anos, e continua crescendo a cada dia. Com tudo ele vem se tornando uma ótima opção para divulgar negócios empresariais. Principalmente para empresas que trabalham com:

  • moda;
  • design;
  • turismo;
  • comunicação visual;
  • gastronomia;
  • floricultura;

Ou qualquer outra empresa que demonstre seu produto ou serviço através de imagens.

Para saber mais sobre o Instagram para negócios, recomendo que veja as dicas da Anatex.

E-mail Marketing correto

Muitas pessoas vivem dizendo que o e-mail marketing morreu, e isso é por que diversas empresas utilizam as técnicas incorretas ou nem utilizam técnica alguma, simplesmente vivem mandando e-mails de spam. Os e-mails de spans além de não ser nada relevante, acaba prejudicando a imagem de sua empresa, por isso nunca compre listas de e-mails.

Para que possa existir uma comunicação assertiva através do envio de campanhas para suas listas, recomendo que sua empresa tenha listas totalmente segmentadas (lista de clientes, lista de prospectos, lista de newsletter, entre outras).

Veja como funciona o e-mail marketing automatizado.

Tenha um Blog

Criar uma estratégia com um blog é com certeza a melhor opção, não me canso de dizer isso!

Um blog deve ser utilizado para coletar e-mail de novos prospectos e criar novas listas segmentadas, e a partir disso pode ser criado diversas estratégias de  e-mail marketing para manter um relacionamento com seus leads (como são chamados os e-mails capturados por formulários).

Links Patrocinados

Com certeza essa é a melhor forma de alcançar um grande número de pessoas, porém é preciso ter um dinheiro para investir.

Tanto o Facebook Ads como o Google AdWords são ótimas opções de anúncios na internet.

6 – Faça anúncios corretos

Antes de sair por aí gastando dinheiro com anúncios e publicidade você deve saber qual o objetivo de seu anúncio. Você pretende apenas anunciar o seu produto/serviço ou está procurando por novos clientes?

Para quem deseja apenas divulgar a empresa, produto ou serviço, a melhor opção é ter bastante dinheiro e investir em publicidades, propagandas e/ou anúncios em TV, Rádio, Jornais, Internet, e por aí vai.

Mas se sua pretensão é realizar anúncios para alcançar novos fãs e clientes, escolha por divulgar quais as melhores soluções para as pessoas (de seu nicho de mercado, é claro).

O maior erro cometido pelas empresas ao procurar novos clientes é divulgar seus produtos ou serviços. As pessoas procuram por soluções antes de realizar suas compras.

De primeiro momento, traga as soluções para essas pessoas, e não produtos ou serviços.

Então qual é a melhor forma de anunciar

Faça anúncios de soluções para problemas específicos de seus potenciais clientes, exemplo:

  • Para donos de corretoras imobiliárias seria ótimo ter anúncios de artigos sobre “Como escolher um ótimo corretor imobiliário em minha cidade?”

Existem muitas pessoas que não sabem como escolher um bom corretor, você poderia dar dicas de como escolher ótimos corretores locais. Dessa forma a pessoa já confiaria mais em sua empresa só pelas dicas que recebeu.

3 motivos para fazer esse tipo de anúncio:

  1. É muito mais fácil de uma pessoa clicar nesse tipo de anúncio, pois você está oferecendo uma solução gratuita;
  2. A pessoa irá visitar o seu site (caso tenha), e se precisar de sua solução ela terá irá entrar em contato;
  3. Você pode criar vários anúncios e ir se tornando uma referência em seu ramo de atuação.

7 – Divulgue aplicando o efeito “BOLA DE NEVE”

Essa é uma ótima maneira de alcançar milhares de pessoas com seus anúncios através de pouco investimento e muita disciplina.

O efeito bola de neve é muito fácil de ser aplicado, você simplesmente investe um dinheiro em algo que lhe tragará retorno (ótimo para anúncios) e depois reaplica todo o dinheiro de retorno.

Para lhe ajudar a entender um pouco mais, assista o vídeo abaixo de ninguém menos do que Érico Rocha (Criador do curso Fórmula de Lançamento).

8 – Invista em um bom “RELACIONAMENTO” online

Para quem já está familiarizado com o ambiente digital, já deve saber o quanto é importante manter um bom relacionamento com seus fãs e seguidores.

Essa tarefa é bem trabalhosa pois necessita de uma publicação constante de notícias, informativos, dicas, ou qualquer outro post que mantenha um bom relacionamento com seu público alvo.

Uma coisa é fato: As pessoas procuram informações o tempo todo na internet, e se você tiver as informações corretas em seu site, blog ou qualquer outro perfil em uma rede social você estará mais próximo do seu cliente alvo.

Dica Extra – Tenha um site!

Não sei se você percebeu, mas na maioria das dicas citadas acima é necessário que tenha um site para realiza-la.

Quando você tem um site, existem milhares de opções válidas para ser exploradas através de um marketing online.

  • Conhecer seu público
  • Alcançar um bom público
  • Oferecer ajuda/suporte
  • Oferecer dicas (Blog, fóruns)
  • Interagir com seu público
  • Entre muitas outras coisas que podem ser feitas com um site

Atualmente, ter um site não é mais uma opção para as empresas, mas sim uma grande ajuda para a divulgação, expansão, e prospecção de novos públicos e clientes do seu ramo de atuação.

Tudo que você deve saber sobre a nova atualização do Google #MobileMadness

A nova atualização no Google promete impactar drasticamente nos acessos de sites que não possuem versão adaptável com dispositivos móveis.

Essa é uma notícia que vem percorrendo os maiores blogs e portais (relacionados a buscas orgânicas) do mundo todo.

Essa repercussão está sendo imensa, pois o próprio Google além de anunciar a atualização Mobile Friendly em seu algoritmo (em 26/02/2015), no seu blog central para webmaster, ele também espalhou essa notícia por vários outros canais (brasileiros, e em outras partes do mundo sejam eles no YouTube e/ou blogs no Blogspot).

O “Mobile Friendly” (Compatível com dispositivos móveis) como é chamado a nova atualização, entrará em vigor no dia 21 de abril.

Esta nova atualização promete ser uma das maiores da história do buscador, por afetar drasticamente todos os sites que não possuem nenhuma versão ou não seja adaptável a dispositivos móveis.

E esta decisão foi tomada por milhares de experts que estudam diariamente como e o que pode ser melhorado na experiência dos usuários das buscas.

A constante evolução das buscas (por dentro do Google)

Para entender melhor como é realizado o trabalho do buscador, veja um pequeno vídeo (legendado) que mostra em detalhes qual é a função do mesmo.

Como mostra no vídeo acima, a intenção real deste buscador é exibir as melhores informações, da melhor maneira e no menor tempo possível para que o usuário encontre o que realmente precisa no momento da busca.

Saiba mais sobre como funcionam as pesquisas no Google e fique “Por dentro da pesquisa“.

Agora vamos entender melhor sobre essa atualização em seu algoritmo. Falarei sobre os principais pontos que devem ser analisados nesta nova fase de busca móvel.

Quem será afetado nos resultados

Em geral todos os sites que não possuem versão mobile serão afetados nos resultados de buscas, afetando indiretamente na entrada de contatos e vendas nesses sites, que podem ser:

  • Institucionais;
  • E-commerce;
  • Celebridades;
  • Industriais;
  • Comerciais;
  • Entre outros.

Se o seu site ainda não contém uma versão adaptável a dispositivos móveis como celulares, smartphones, tablets ou Feature Phones, possivelmente suas classificações nas SERPs (página de resultados de buscas) perderão muitas posições.

Na internet existem sites que possuem milhares de acessos orgânicos (vindo de sites de buscas como o Google), e dependem desses acessos para pagar suas contas e manter seu negócio online. O grande problema, é que se o site não for exibido corretamente para o usuário de um dispositivo móvel, infelizmente seu número de acesso orgânico despencará.

A intenção do momento é exibir resultados mais satisfatórios aos usuários que utilizam dispositivos móveis, e isso inclui: letras com fontes maiores, imagens que ocupam um maior espaço na tela para que seja mais legível,  dessa forma o usuário não precisa dar Zoom na tela.

Quem serão os beneficiados pela atualização

Agora se olharmos do outro lado da moeda, os sites que tiverem uma versão adaptável antes que a atualização ocorra, com certeza terão grandes ganhos em seus acessos.

Essa conclusão pode ser tirada a partir do seguinte aspecto: Você deve ter muitos concorrentes que não possuem versão mobile ou um site adaptável.

O caixa da sua empresa também pode se beneficiar disso, principalmente se você possui um E-commerce. Com o aumento de acesos em seu site, mais conversões em vendas poderão realizadas.

Mas acesso não é tudo! Veja 10 dicas para vender pela internet.

Além disso, visto que o “Mobile Friendly” é um fator que está sendo acrescentado em seu algoritmo e com isso se você possui ou possuir um site compatível, irá ter alguns pontinhos a mais no julgamento de classificação nas pesquisas (principalmente em questão à experiência do usuário).

 

Por que o gigante das buscas deseja priorizar sites mobiles

Baseado no conceito de que o maior buscador do mundo trabalha diariamente em constantes mudanças que melhorem a experiência de seus usuários, eles tem como obrigação acompanhar as tendências e hábitos de pesquisas mundiais.

Uma tendência que chamou muito a atenção do Google, é que da utilização de dispositivos móveis está crescendo descontroladamente.

O crescimento de usuários que navegam por dispositivos móveis foi tão grande (pesquisa do CETIC.br calculou 106% de crescimento em dois anos) que chegou a ultrapassar o número de acessos dos usuários em Desktop (computadores) de 2014 para 2015.

Já que a maioria dos usuários que acessam a internet provém de dispositivos móveis, por que não aprimorar os algoritmos e forçar as pessoas a criarem sites compatíveis com esses dispositivos, melhorando assim a experiência de cada usuário.

 

Webmaster, calma o Google também pensa em vocês

Caso você já tenha uma equipe que trabalha para você, aconselho que indique algumas excelentes fontes de informações para que eles se atualizem também e aprimore o seu site para uma melhor experiência mobile.

Citarei algumas fontes que o próprio Google disponibiliza para os Webmasters de todo o mundo.

Série de Hangouts

Uma campanha foi criada para que os Webmasters se familiarizem com essa mudança e entendam o que o Google irá considerar a partir do dia 21/04.

Imagem ilustrativa (O Diogo não se parece com esse cara rsrs)

A série é apresentada por Diogo Botelho (Responsável pela equipe de Search Quality do Google). Confira a lista completa dos Hangouts abaixo que foram gravados e estão disponível no canal do Google para seu negócio:

  1. Apresentação para PMEs: Otimize sua estratégia online e seu desempenho na busca
  2. Conheça as ferramentas: PageSpeed Insights, teste de compatibilidade com dispositivos móveis, facilidade de uso em dispositivos móveis
  3. Melhore a visualização: Viewports, zoom e plugins
  4. Concentre-se no usuário: Pontos de toque, margens e tamanhos de fonte
  5. Configure corretamente: Redirecionamento e URLs canônicos

Para saber ainda mais sobre este assunto basta pesquisar na internet pela hashtag #MobileMadness e caso queira contribuir também com materiais e dicas para a campanha basta publicar algo com essa Hashtag.

Você também pode procurar dicas por #MobileFriendly.

3 dicas para verificar se seu site é compatível com dispositivos móveis

Confira abaixo três diferentes maneiras para identificar se seu site já está ou não compatível com dispositivos móveis.

Dica 1 – Identifique a tag Para Mobile

Faça uma busca pelo seu site em um dispositivo móvel e verifique se exibe a tag “Para mobile” no resultado.

Camtura de tela do exemplo do próprio Google

Na imagem acima você tem um exemplo de como irá aparecer o resultado de um site que seja compatível com dispositivos móveis. Lembrando que essa tag não é exibida em buscas via Desktop.

Caso o seu site não exiba a etiqueta “Para Mobile”, certifique-se de que seu site atende aos critérios requisitados pelo Googlebot.

Dica 2 – Faça o teste de compatibilidade com dispositivos móveis

O Google também criou uma ferramenta gratuita que faz um teste de compatibilidade em seu site rapidamente.

Caso seu site já esteja compatível, ele irá mostrar uma mensagem em destaque sinalizando o resultado.

Aprovado no teste do Google – Captura de tela

Caso contrário ele também exibirá uma mensagem em destaque, mas dessa vez será uma mensagem não tão boa.

Reprovado no teste do Google- Captura de tela

Conforme você pode ver na imagem acima, para ajuda-lo ele mostrará o que está incorreto e deve ser corrigido.

Realize o teste de compatibilidade com dispositivos móveis

Conheça os 3 tipos de sites para dispositivos móveis reconhecidos pelo Google

  1. Web design responsivo (Recomendado pelo Google)
  2. Exibição dinâmica
  3. URLs separados

Cada uma dessas configurações de sites móveis possuem diferentes vantagens perante o buscador. Veja abaixo uma captura de tela comparando esses três métodos.

A opção 1 (Sites responsivos) é a recomendada pelo buscador e com certeza quem estiver com uma versão dessa sairá na frente nos resultados de busca.

Conclusão

Ter um site que seja exibido corretamente em dispositivos móveis, não é mais uma alternativa, mas sim uma obrigação para quem deseja aparecer nas primeiras páginas do Google.

E essa mudança com certeza fará com que o principal beneficiado seja o próprio visitante, pois a sua experiência com certeza será muito melhor em um site que contém textos fáceis de ler (legível de fato sem ter que dar aquele zoom chato), links mais fáceis de serem clicados (com um bom espaçamento) e imagens mais legíveis que proporcionam uma melhor visualização em dispositivos móveis do que em um site que dá trabalho para o usuário se localizar, ler informações ou navegar entre as páginas.

E isso vai muito além, há outras regras que só tendem a melhorar a aparência, funcionalidade e facilidade de utilização em seu Website.

DESCOBRIMOS como vender mais pela internet em 6 passos + 1 BÔNUS

Para conseguir vender mais pela internet você precisa conhecer os 6 passos, só assim você vai aumentar o número de clientes, visitantes, e muito mais.

1 – O comercio eletrônico atual é muito grande, então adquira uma autoridade

Todos já estão cansados de saber que o comercio eletrônico não é mais novidade para ninguém, os brasileiros já até acostumaram a consumir a maior parte de seus produtos pela internet pois a grande variedade de produtos, serviços, e principalmente de preços conquistaram a cabeça do consumidor.

Mais então como fazer para sair na frente e conseguir vender os meus produtos ou serviços nessa imenso meio de concorrentes que está na internet?

A palavra que fica em maior evidência com certeza é a autoridade de sua loja ou marca.

Conquiste a autoridade em seu nicho de mercado

A melhor maneira de conquistar uma autoridade em seu nicho de mercado, é mostrando que você tem um grande conhecimento sobre este nicho.

Essa tarefa não é muito fácil, mais também não é impossível. A melhor maneira de expor seus conhecimentos na internet é escrevendo, e para isso você vai precisar de um Blog.

Crie um blog em seu site e escreva sobre seus produtos ou serviço, visando sempre em passar aumentar o conhecimento de seus consumidores.

Uma dica: procure saber quais são as maiores dificuldades de seus consumidores ou clientes e ensine ele a resolver esses problemas, seja o professor dele, assim ele vai confiar mais em você.

Mais antes de criar um blog, verifique se seu site está otimizado, você vai entender melhor isso com a próxima dica.

2 – Tenha um site totalmente otimizado (SEO)

Ter um site na internet hoje em dia é muito fácil, mais não é o suficiente para vender seus produtos ou serviços.

Para conseguir vender mais no meio de tanta concorrência dentro da internet, é preciso ter mais que um simples site institucional ou e-commerce, é necessário que se tenha um site totalmente otimizado para os mecanismos de busca (Google, Bing, etc).

O SEO são as técnicas mais procuradas atualmente por pessoas que precisam aumentar o número de acessos de um site, blog, ou e-commerce.

As técnicas de SEO ajudarão você a conquistar mais tráfego para seu site, pois ele é o responsável por ajuda-lo a aparecer nas primeiras páginas do Google sem que você invista nenhum centavo do seu bolso.

3 – Passe segurança ao consumidor (os pequenos detalhes fazem a diferença)

Existem muitas maneiras que ajudar a passar mais segurança ao seu consumidor fazendo com que ele confie em seu site e realize por fim a sua compra. O mínimo que você deve fazer, é colocar selos de segurança no seu site.

Mais uma dica que tenho para você, é que você se atente aos pequenos detalhes do seu site.

Ajude seu consumidor a encontrar o necessário sem muito esforço

Uma detalhes que você deve se atentar bastante, é a diagramação do site, isso deve ser muito bem feito e muito bem pensado para que o visitante do site encontre todas as informações necessárias de seu produto ou serviço sem que ele precise ficar navegando por diversas páginas dentro do site.

Tente exibir em uma única página, todas as informações necessárias para a compra ou contratação de um serviço, como por exemplo:

– Especificações técnicas

– Preço (a vista, parcelado)

– Forma de pagamento

– Atendimento ao consumidor

– Fotos de diversos ângulos do produto

– Vídeo de demonstração (isso faz uma grande diferença)

Quanto mais detalhes tiver de seu produto ou serviço, mais o seu consumidor confiará e consequentemente realizará a compra.

Não se esqueça também dos selos de segurança de sua plataforma (caso utiliza uma para e-commerce).

4 – Crie um Blog para criar ótimos artigos e se tornar uma referência no assunto

Por fim chegamos ao maior responsável pelo marketing de sua venda online.

Os blogs atualmente são como uma pessoa que passa mais conhecimento, autoridade (como já falamos na primeira dica), confiança, e muito mais para o seu futuro cliente.

O seu blogue deve falar apenas sobre assuntos de seu nicho de mercado, não se esqueça disso!

Antigamente os responsáveis pela maior parte da venda de seus produtos eram os vendedores (contratados especialmente para vendas) que aguardava um contato por telefone e tentava convencer o seu visitante para realizar a compra, mais o maior problema disso, é que na maioria das vezes, os visitantes não estavam no momento ideal de compra.

Então surgiu o Marketing de Conteúdo o/

Esse é o maior vendedor da maioria dos serviços online das grandes empresas. O Marketing de conteúdo é responsável por educar o seu visitante e descobrir qual o momento ideal de cada um deles para realizar a venda.

Através de email e postagens semanais em um blog, uma campanha de marketing de conteúdo faz com que o visitante nos passe informações importantes e essenciais para descobrir qual a necessidade de consumo deste futuro consumidor.

Não vamos nos aprofundar muito neste assunto, mais você pode estudar mais na internet.

5 – Atrair muito mais acessos através do seu Blog

Outra grande vantagem de ter um site com grande autoridade, otimizado para os buscadores e com um belo blog, é a quantidade de acessos que podemos adquirir com tudo isso junto.

O Blog também se tornou um grande auxiliar para atrair mais acessos para um site, e consequentemente convertermos para mais vendas.

Supondo que um site tenha 1000 acessos mensais e uma taxa de conversão para vendas de 5% (o que é relativamente alto, dependendo de seu produto ou serviço), chegaríamos a um valor de 50 vendas mensais.

Agora imagine se aumentasse o número de acessos para 10000, este site chegaria a 500 vendas por mês.

Mais como aumentar o número de acessos com um Blog?

Escrevendo artigos otimizados para palavras-chave que tenha um grande número de acessos mensais.

Cada artigo que for escrito em seu blog deve ter o foco para uma única palavra-chave, ou melhor, um único assunto.

Neste artigo eu escrevi um guia de como divulgar um site e um exemplo de artigo otimizado.

Você também pode fazer uma boa divulgação nas redes sociais. O Facebook é a mídia mais recomendada para isso.

Precisando vender mais pela internet através do Facebook?

6 – Capriche no design do site

Para falar melhor sobre esse assunto eu convidei o responsável por essa parte de design na equipe Nano. Confira abaixo algumas dicas de Weriskson.

Como o design pode influenciar nas vendas do seu site?

O Design do site não é somente ser “bonito”, um bom design vai tornar o seu site funcional e um site funcional irá manter o usuário com o foco no que ele precisa, isso o ajudará muito! Portanto um site com um bom design, usabilidade deve ter;

  • Pesquisa, para o usuário encontrar o que deseja bem rápido;
  • Filtros para que o usuário possa ir direto ao que precisa;
  • Uma ótima organização para os produtos;
  • Fácil navegação em todas as áreas do site;
  • Breadcrumbs e itens como próximo, anterior e relacionados melhoram muito a experiência do usuário;
  • Menos é mais! Não polua seu site com milhares de informações que o usuário não merece ver.

Esses são alguns dos vários pontos a serem analisados, eu poderia escrever um post somente pra todos eles, mas como são dicas tome muita atenção nesses itens básicos. E cuidado com o uso das cores, procure deixar a tela do usuário LIMPA.

E a última observação é com a foto dos produtos, exibir seu produto com uma foto em alta qualidade seria o mesmo que falar pra ele assim: “Se venda sozinho”. E realmente, produtos que são bem apresentados, geram vontade no consumidor – isso é um fato. Isso não é uma regra, é algo a mais para aqueles que desejam melhores resultados. Espero que possamos ajudar com essas dicas. Werikson Henrique.

Bônus – Fique atento a falta de especificações sobre o produto ou serviço

Isso é algo inaceitável, chega a irritar alguns consumidores as vezes. Como você quer vender o seu produto ou serviço sem ao menos dizer os detalhes de cada um dele.

Por favor, não cometa esse erro.

Tente especificar o máximo de detalhes possível de cada produtos ou até mesmo de seu serviço, releia a dica #3 e veja que os detalhes fazem toda a diferença.

Sites em flash – Vantagens e “DESVANTAGENS”

Muitas pessoas ainda procuram por sites em flash, porém existe uma dúvida que passa pela cabeça da maior parte desses usuários: Quais são as vantagens e desvantagens de um site em Flash?

Se formos analisar visualmente, os sites em flash são totalmente fantásticos de se ver, porém se fizermos uma análise rápida de velocidade de carregamento, de funcionalidades, ou simplesmente pela visão dos buscadores sobre este tipo de arquivo, veremos neste artigo que na maioria das vezes não iremos utilizar essa tecnologia do Adobe (flash).

O que são arquivos em Flash

O Adobe Flash é um software que tem por finalidade suportar tipos de gráficos vetoriais que podem incluir diversos tipos de aplicações, tais como imagens, vídeos ,músicas, animações, etc. Lembrando que todas essas aplicações são feitas para funcionar em navegadores Web, Desktop, alguns celulares e smartphones, tablets, e até alguns televisores que suportam esse tipo de arquivo. A extensão desses arquivos são chamadas de “.swf” (Shockwave Flash File).

Como dito acima o Flash costuma a ser reproduzido em diversos em diversos dispositivos, porém ele necessita de um plugin especial para ser reproduzido (Plugin do Adobe Flash Player) que é um aplicativo disponibilizado gratuitamente para download no site oficial da Adobe (www.adobe.com/).

Em quanto a reprodução nos aparelhos mobile, está cada dia mais difícil de ser feita, pois a Adobe não se interessa muito por isso (talvez por causa da velocidade de carregamento).

Vantagens de sites em Flash

Os sites em Flash são muito famosos por diversos fatores e abaixo estarei listando algumas das principais vantagens de ter um site criado nesse formato (.swf).

#1 – Sites mais atraentes

Geralmente os sites em Flash (se for bem feito) costumam a ser muito atraentes, pois podem ser aplicado dentro do mesmo uma grande variedade de efeitos e animações, o que faz com que chame muito a atenção do usuário.

#2 – Variedade de ferramentas e softwares para a criação de um objeto .swf

Esse talvez seja o principal motivo pelo qual algumas pessoas gostam de construir um site em Flash. Eles são muito fáceis de ser feitos, pois há uma grande variedade de ferramentas e softwares específicos para a criação de objetos em formato .swf.

#3 -Não precisa entender muito de programação

Não é necessário ser um programador profissional para criar esse tipo de site. Nada como um pouco de estudo dos tutoriais do software que vai ser utilizado para a criação desses objetos dinâmicos.

#4 – Reprodução de Vídeos e Áudios

O flash possibilita que vídeos e músicas sejam reproduzidos na internet por meio de um navegador web, o que torna um site muito mais dinâmico. Porém, não precisamos criar um site totalmente em flash para inserir vídeos.

O recomendável, é que seja utilizado apenas o flash para reprodutores de vídeos, áudio, etc.

Os sites criados em Flash tem suas vantagens, porém quando é utilizado em todo o site, acaba deixando a desejar em muitos aspectos.

Desvantagens dos sites em Flash

Infelizmente os sites em flash não tem muitas vantagens para a Web, principalmente para pessoas que pretendem adquirir mais acessos e consequentemente muito mais vendas para seus negócios online, estou falando de RESULTADOS. Veja abaixo algumas das principais desvantagens de se ter um site criado totalmente em Flash.

#1 – Necessita do Plugin da Adobe instalado

Nem todas as pessoas tem o plugin instalado em seu computador, principalmente se estiver acessando o site por um aparelho mobile, e ter que procurar um plugin para instalação só para ter que acessar um site não seria nada legal. No caso do aparelho mobile, é muito mais difícil achar um plugin para rodar um arquivo em Flash, pois a Adobe não da tanta importância a isso, tanto que até removeu o arquivo do Google play.

O acesso de pessoas que não entende muito de tecnologia, com certeza será perdido. Quando é acessado um site totalmente em flash sem ter o plugin da Adobe instalado, não da para ver nada na tela, nem uma letra ou imagem se quer, por isso a pessoa que não tem tantos conhecimentos irá abandonar o site antes mesmo de reconhecer o problema.

#2 – Criar um site todo em Flash prejudica o SEO

Esse é o maior erro que algumas pessoas cometem ao criar um site totalmente em flash, pois acaba comprometendo os fatores de SEO do site, ou seja, não é um site recomendável para alcançar buscas orgânicas.

#2.2 – O Google odeia arquivos em Flash

O Google não consegue interpretar o que está dizendo no objeto, quais são suas imagens, ou que tipo de som está emitindo. Isso é uma das principais razões pela qual o maior buscador do planeta não gosta dessa tecnologia.

#2.3 – Afeta a velocidade de carregamento

Os sites em flash também são muito pesados para ser carregados, por causa de seus arquivos .swf, que pesa muito mais do que milhares de textos (sites sem flash), o flash também necessita de uma boa memória no computador para poder processar o seu objeto sem que fique travando o seu computador.

#2.4 – Diminui a experiência do usuário

Quanto menor for o número de páginas que o usuário acessa em seu site, menor será a pontuação em nível de experiência do usuário para os buscadores, isso acaba comprometendo totalmente o ranqueamento de suas páginas nos resultados de busca.

Conclusão

Sites em Flash possui muitas vantagens esteticas, para quem quer criar um jogo ou um aplicativo online o flash pode ser uma boa opção.

Mas para sites institucionais, ou sites comerciais (nos quais necessitam de muitas visitas), não é nada recomendável a criação de um site em flash, na verdade não é recomendável que se utilize nenhum tipo de arquivo em flash em sites, pois afetam demais o SEO de um site.

Não esqueça de deixar suas dúvidas, críticas, ou opiniões sobre o post nos comentários logo abaixo, e se não quiser perder nenhuma atualização de Marketing Digital em nosso site, cadastre-se logo abaixo no formulário.

Meta Tags em SEO

Não poderíamos deixar de fora de nosso blog este tópico tão relevante na arte de SEO, então preparamos um belo conteúdo para que você entenda um pouco mais sobre as Meta Tags.

O que são Meta Tags?

Meta Tags são muito conhecidas por programadores, por que fazem parte de linha de códigos HTML (Hyper Text Markup Language) que é a linguagem mais básica para a criação de sites (não é uma linguagem de programação), e dentro de seus códigos existem as Tags.

Entre as diversas Tags na linguagem HTML, temos as mais conhecidas na base do SEO que são as Meta Tags.

Veja um exemplo de Meta Tags dentro do HTML na imagem abaixo:

Como você pode ver na representação acima, existem diversos tipos de Meta Tags para inserir em códigos HTML, cada uma com sua determinada função no projeto de SEO nos Websites

Atenção ao local da Meta Tag: Se você reparar bem na ilustração acima, poderá perceber que esse tipo de tag deve ser sempre inserido dentro da tag <head>. É necessário que tenha conceitos básicos de HTML para mexer com Meta Tags.

Por que Meta Tags são tão importantes em SEO?

A principal função dessas Tags é mostrar aos buscadores (google em especial) sobre o que determinada página está falando. Elas são algumas dos aproximados 250 fatores de análise do algoritmo do google para ranqueamento de páginas, então não entenda Meta Tag como o único fator de SEO (SEO são todas as técnicas utilizadas para buscar melhores posições em buscadores).

Assim como foi mostrado no exemplo, existem vários tipos dessas tags e cada uma tem uma função.

As mais importantes para os buscadores

Description

É considerada a principal Meta tag em SEO. A meta description é onde colocamos a introdução de nossa página para ser exibida na descrição dos resultados do google.

Ela serve principalmente para chamar a atenção do usuário e por isso deve ser bem planejada e escrita.

Veja onde estará localizada essa tag nos resultados de buscadores:

Atualmente essa tag não tem um grande peso no algoritmo dos buscadores, ela deve ser pensada como uma forma de atrair a atenção do visitante para entrar em seu site, deve servir mais como uma tag de complemento para o título da página no google.

Lembre de não exceder o limite de caracteres (aproximadamente 152 caracteres), porque o google não vai exibir mais que isso e vai cortar o seu texto.

Caso precise de um contador de caracteres, utilize nossa ferramenta gratuita.

Author

A cada dia sua importância no google aumenta. A meta author tem como função descrever quem é o autor da página, e para o google este fator está se tornando mais relevante por ele se preocupar em exibir resultados relevantes a seguros para o visitante.

Atualmente o Google implantou a política do authorship para exibir a imagem do autor da pagina nas buscas. Para que essa imagem apareça nos resultados das buscas é necessário que sejam feitas algumas alterações no código fonte da pagina e também é preciso ter uma conta do autor no Google Plus. Uma dessas alterações seria a utilização do nome de usuário do Google Plus na Meta Tag Author.

A maior importância dessa meta tag é a relevância do autor no nicho de mercado da pesquisa realizada. E como a rede social do Google vem crescendo mais a cada dia, por consequência o peso em SEO dessa meta tag será cada dia maior.

Keywords

As meta tags keywords atualmente não têm mais o mesmo peso que antes, na verdade não tem mais peso algum em SEO. Elas são utilizadas para descrever as palavras-chave da página, mas não vamos falar muito dessa tag aqui porque como dissemos, o Google não valoriza mais esse tipo de meta tag.

Veja algumas sintaxes de meta tags:

<META NAME=”DESCRIPTION” CONTENT=””>

<META NAME=”AUTHOR” CONTENT=””>

<META NAME=”KEYWORDS” CONTENT=””>

<META NAME=”ROBOTS” CONTENT=””>

Conclusão

Neste post procuramos explicar claramente o que são as Meta Tags, por isso não entramos em muitos detalhes sobre qual a função de cada uma delas.

Espero que tenham gostado deste artigo, sinta-se à vontade para deixar opiniões, críticas ou dúvidas nos comentários, e não deixe de acompanhar nosso blog assinando a newsletter abaixo:

SAIBA COMO TER UM BLOG DE SUCESSO!

Participe de nossa lista VIP e receba dicas exclusivas para gestão de blog.
Insira seu email abaixo:

NÃO SE PREOCUPE, NOSSA LISTA É 100% LIVRE DE SPAM!

Link Building – Aumente suas posições praticando este conceito

Este artigo foi escrito com a intenção de reunir informações sobre um fator de grande peso em técnicas de SEO, uma das formas mais importantes de mostrar a popularidade e autoridade aos mecanismos de busca, essa técnica é conhecida como Link Building.

Link Building, você sabe o que é isso?

Podemos definir esse grande fator em SEO como: Quantidade de links externos direcionados ao teu site ou melhor, as técnicas de reunir vários links externos ao teu site.

Link Building também pode ser definido por: Estratégia para se adquirir mais links esternos ligados ao teu website, e essa técnica é muito estudada, pois está entre as técnicas mais avançadas do SEO.

Dois ótimos exemplos dessa autoridade de sites podem ser mensurados nas seguintes formas:

Link do teu site na citação de fonte

Geralmente quando outros sites copiam algum conteúdo de sua página, é muito importante a citação de fonte de pesquisa, é uma questão de direito autorais (desde que o conteúdo seja de sua autoria)

Veja uma representação abaixo de link building na versão de citação de fonte em um de nossos artigos:

Lincar a outro site externo nos artigos

Essa é outra maneira muito utilizada de lincar ao seu site. Geralmente é muito utilizado em portais de notícias, quando os autores reescrevem notícias utilizando suas informações e por uma questão de consideração (e por lei de direitos autorais) colocam um redirecionamento para o seu site.

Veja mais uma ilustração abaixo um exemplo de citação de fontes – outra forma de link building.

Exemplo de link Building em atigos

Existem diversas formas de outros sites linkarem para o seu e gerar o merecido Link Building, aumentando a sua autoridade nos mecanismos de busca (em especial o Google).

Adquirir Links Building é um fator muito importante para SEO

Quem estuda o SEO já sabe, vários fatores influenciam no posicionamento de uma pagina nos resultados do Google, porém o um dos fatores mais importantes atualmente (o que tem maior peso) pode ser definido pela autoridade e popularidade do site. E para os mecanismos de busca determinar esses fatores de SEO, diversos aspectos são analisados pelos algoritmos.

O PageRank é um deles (calcule seu PageRank), esse algoritmo avalia muito a relevância das paginas. Mais uma das maiores formas de conseguir fazer com que seu site tenha relevância na internet é através de uma boa prática de Link Building

Quantos links externos preciso adquirir para meu site?

Não é apenas a quantidade de links externos para o seu site que são contados na avaliação dos mecanismos de busca, a qualidade desses links também tem uma grande importância para tal avaliação.

Faça a seguinte pergunta a você mesmo:

O que vale mais, a quantidade de links sem autoridade alguma, ou a qualidade desses links?

No Link Building é a mesma coisa, quanto maior a autoridade do site que linca a você, melhor será o sua avaliação de ranqueamento dos motores de busca.

O link building vêm com o tempo

É importante saber que os sites existentes na internet (principalmente os de relevância) só vão inserir links direcionados ao seu site se você construir textos bons e relevantes. Dessa forma, com o tempo você adquire um certo reconhecimento na internet e passa a ser uma referência entre outros websites.

Algumas praticas devem ser evitadas em táticas de Link Building, uma péssima estratégia é a troca de links com sites irrelevantes, pois o Google tem uma diversidade de algoritmos para identificar a troca de links e com isso provavelmente você será punido por ele.

A melhor forma de conseguir links externos levando visita ao seu site é fazendo que isso ocorra naturalmente, segundo a frase de Matt Cutts.

“…O objetivo não é fazer suas ligações parecer natural”;

“O objetivo é que suas ligações sejam naturais.”

Gostou de nosso artigo sobre Link Building?

Deixe seu comentário na área abaixo.

E não se esqueça de receber todos os nossos artigos atualizados, assinando nossa newsletter abaixo:

Como o SEO pode influenciar no aumento das visitas ao seu site

Atrair visitas para um site é uma tarefa relativamente fácil!

E sim, esta é uma afirmação tão verdadeira quanto genérica.

Atualmente temos disponíveis no mercado diversas ferramentas que auxiliam o desenvolvimento de campanhas de divulgação de sites através de serviços como links patrocinados, publicidades em mídias sociais, marketing viral, entre outros.

Porém, o desafio não é simplesmente ‘atrair visitas’, e sim fazer com que os visitantes de um site sintam-se atraídos pelo conteúdo, consigam navegar de forma fácil e intuitiva e passem de ‘um número para estatísticas‘ a um potencial cliente dos produtos ou serviços oferecidos pela empresa.

Atrair visitas para um site é uma tarefa relativamente fácil!

E sim, esta é uma afirmação tão verdadeira quanto genérica.

Atualmente temos disponíveis no mercado diversas ferramentas que auxiliam o desenvolvimento de campanhas de divulgação de sites através de serviços como links patrocinados, publicidades em mídias sociais, marketing viral, entre outros.

Porém, o desafio não é simplesmente ‘atrair visitas’, e sim fazer com que os visitantes de um site sintam-se atraídos pelo conteúdo, consigam navegar de forma fácil e intuitiva e passem de ‘um número para estatísticas‘ a um potencial cliente dos produtos ou serviços oferecidos pela empresa.

Este é então o objetivo deste artigo:

Entendermos quais os fatores essenciais que auxiliam um site a ser mais bem visto nos mecanismos de busca, deixam a navegação intuitiva e consequentemente atraem mais visitantes.

Há em um site diversas características aparentemente ‘ocultas’ que o enriquecem, e fazem seu conteúdo ser mais relevante.
Títulos, url’s amigáveis, metatags descritivas, parâmetros de elementos diversos nas páginas, como links e imagens.

Mas antes de falarmos tecnicamente, vamos entender o que seria o tão comentado SEO.
SEO, que em sua tradução literal é uma Otimização para Mecanismos de Busca, nada mais é do que um conjunto de técnicas e postura na estruturação das páginas de um site.

Aqui nós não vamos tratar sobre ROI, Page Rank ou Google Adwords, pois nosso objetivo é entender como a estrutura de uma página funciona e onde ou o que pode ser melhorado para atrair mais visitas, e não abordarmos tecnicamente como aplicar efetivamente um SEO.

Para saber mais sobre SEO e Links Patrocinados, conheça nossos serviços

Bem, vamos começar falando sobre os principais itens que um site deve ter para ser mais bem visto aos mecanismos de busca, possuir uma melhor navegabilidade e consequentemente atrair mais visitas.

 

1. O Conteúdo é rei

Design bonito e intuitivo e Programação feita de forma lógica, estruturada e seguindo padrões internacionais para o desenvolvimento são itens fundamentais para um site. Isso é indiscutível.
Porém, muitas vezes acabamos dando mais valor para a tecnologia ou aparência do que ao que realmente importa em um site, que é o Conteúdo.
E mesmo que seja o site de um artista, ainda assim com o conhecimento sendo totalmente artístico, os visitantes deste site o acessarão pelo conteúdo dele.

Então, quando falamos de conteúdo, trata-se de artigos mercadológicos, fotos, vídeos, tutoriais, enfim, qualquer material que seja relacionado ao objetivo do site.

Quanto mais conteúdo rico relacionado ao tema central do site for produzido, maior serão as chances de atrair visitantes e potenciais clientes.

 

2. Títulos, metatags e URL’s devem ser congruentes ao conteúdo de cada página

Isso parece simples e óbvio, mas tem um peso importantíssimo para os mecanismos de busca, leitores de tela no caso de deficientes visuais e principalmente para otimização e navegabilidade de um site.

Vejamos um exemplo:
Você possui uma loja virtual de brinquedos.

Qual URL é mais fácil de entender?
1 – www.seusite.com.br?page=2&cat=8
2 – www.seusite.com.br/produtos/games/zelda

Sem dúvida a segunda opção mostra claramente o conteúdo que encontraremos na página.
Sem muito esforço conseguimos entender que este link nos levará à página de Produtos, na categoria Games e com produtos do Zelda (o melhor jogo de todos os tempos xD).

Seguindo por este caminho, temos o título da página, que também deve ser relacionado ao conteúdo da mesma.

Este título é descrito em dois locais da página:
1 – Na tag <title>
2 – Na Metatag Title

Mas afinal, o que são Metatags?
São marcações que ficam ‘ocultas’ nas páginas de um site, que armazenam informações diversas sobre o site em questão. (Saiba mais sobre metatags)

Tratando-se de SEO, temos duas metatags específicas que devem ter seu conteúdo dinâmico para cada página do site:
1 – Metatag Description
2 – Metatag Keywords

Como os próprios nomes sugerem, na metatag Description deve ser colocada uma descrição resumida do conteúdo da página.
E a metatag Keywords é onde definimos palavras-chave que se relacionam ao conteúdo da página.

Até aqui o que conseguimos entender é que pequenas práticas podem analtecer o valor de cada página de um site, auxiliando assim na melhoria da navegabilidade, e tornando o site mais atrativo aos mecanismos de busca.

3. Ferramentas que podem atrair mais visitantes ao site

Aqui não vamos falar de ferramentas prontas encontradas no mercado, e sim de ‘soluções customizadas’ que ao serem implantadas em um site auxiliarão na prospecção de clientes.

Sistema de coleta de mailing para envio periódico de newsletter de conteúdo

Trata-se de uma ferramenta no estilo ‘opt-in opt-out’, na qual o usuário informa seus dados, recebe um e-mail de confirmação com um link, e ao clicar no link ele ativa seu cadastro no sistema.
Sem dúvida esta é uma funcionalidade indispensável a qualquer negócio na web que trabalhe com prospecção de clientes e envio periódico de informativos.

Sistema de indicação de página para amigos com conteúdo dinâmico

Encontramos em diversos sites botões para ‘indicarmos o site para um amigo’.
Esta ferramenta é fantástica, porém há alguns detalhes que devem ser levados em consideração:
1 – No e-mail enviado ao amigo, o remetente deve ser quem está indicando a página, e isso deve aparecer logo no assunto.
2 – O link da página enviada no e-mail deve ser exatamente da página que o usuário está acessando, e não o endereço principal do site.

 

Considerações finais

Além da parte de Conteúdo e Estrutura da página, estão presentes nas práticas de SEO:
– Autoridade (Se o conteúdo é rei, a autoridade é a rainha)
– Velocidade de carregamento das páginas

A otimização de sites para mecanismos de busca e estruturação do conteúdo de forma lógica e com os elementos de cada página relacionados entre si é uma postura indispensável para se atrair mais visitas aos web sites.

Espero ter ajudado o leitor a entender um pouco mais sobre alguns conceitos de SEO e que isso lhe auxilie a aumentar as visitas ao seu negócio na internet.