Ferramentas para otimizar sua gestão

4 Ferramentas para otimizar sua gestão

Otimizar significa ter as condições certas para tirar o melhor proveito. Ora, sendo assim, ferramentas para otimizar sua gestão, a priori, nada mais são do que instrumentos que tornarão sua empresa pronta para aproveitar as melhores oportunidades.

Soa um tanto subjetivo, mas na prática vemos pequenas, médias e grandes empresas absorvendo tecnologias para suas rotinas administrativas. É a forma que encontram para competir, e que inova mais rápido, consegue mais clientes, ou reduz seus custos a fim de aumentar investimentos.

As 5 ferramentas para otimizar sua gestão que separamos aqui, são exemplos eficientes de tecnologias que levam soluções ao grupo que adota. Acompanhe até o final e veja o que melhor se encaixa na sua empresa.

#1 – Softwares para gerir a fidelidade dos clientes

Fidelizar Clientes

Uma das mais recentes formas de entender o consumo dos clientes, e propor um novo relacionamento com eles. Essas plataformas que gerem a fidelização dos clientes dão visão detalhada de como e quanto as pessoas que procuram sua empresa e consomem.

Essas ferramentas trabalham em cima dos pontos acumulados, tickets promocionais ou outras formas de aproximar o cliente a sua marca. As empresas que optam por esse instrumento buscam:

  • Maior vínculo com os clientes;
  • Diminuir os gastos com campanhas publicitárias;
  • Aumentar os números do faturamento;
  • Proporcionar o cliente uma experiência agradável;
  • e melhorar sua satisfação.

#2 – Softwares de comunicação

Satisfação do cliente

Um dos maiores problemas de empresas que estão crescendo é ter uma comunicação ágil, e objetiva. E quando atrapalhadas por limitações instrumentais, pior ainda. Imagine funcionários pendurados nos ramais, que não conseguem expressar suas solicitações; ou quando o representante comercial da empresa fechar um negócio, e não consegue passar para os demais setores providenciarem a separação do produto, ou a mobilização de equipamentos para executar serviço. Poderíamos listar vários casos que trazem transtornos as diferentes empresas.

Para evitar gastos e dá maior dinamismo as relações internas, empresas adotam aplicativos mensageiros. Skype, Slack e até mesmo Whatsapp, fazem parte da rotina de muitas empresas. Com essas ferramentas, é possível realizar conferências, criar grupos específicos para determinados projetos, enviar links, imagens, documentos… Tudo de forma rápida e com custo mínimo, e sem desculpas para dizer que não recebeu.

#3 Sistemas CRM

Sistemas CRM

Esses são sistemas que aprofundam o relacionamento cliente x empresa. O Customer Relationship Management (CRM) consolida informações das vendas, com intuito de gerar subsídios para equipe de marketing.

É um sistema de gestão ótimo para empresas de menor porte (algumas utilizam planilhas para gestão de prospectos), pois montará uma espécie de cronograma para atender determinados clientes. Diferente de anotar tudo numa planilha, no CRM os prazos e hábitos do consumidor ficam registrado, e este sistema avisará o momento de entrar em contato com o cliente para vender produtos mais requisitados por ele.

A partir de sistemas assim as empresas alcançam:

– Maior interação da equipe comercial (venda, pós-venda)

– Dará mais liberdade aos vendedores para realizarem visitas aos clientes

– Nenhuma negociação fica guardada na gaveta, pois as solicitações de orçamentos constarão no sistema;

– Montará estratégias exclusivas para os clientes.

#4 Sistema ERP Online

Sistemas ERP

É um sistema de gestão de processos. Integrará os setores da empresa, fazendo com que todos falem uma única língua. O sistema ERP online é mais eficiente do mercado. Muitas empresas adotam, pois conseguem monitorar do estoque ao financeiro.

Simulando uma situação bem comum:

“Vendedor fecha venda; faz uma requisição manual ou por e-mail ao setor de estoque; o estoque separa o produto, e pede a liberação da emissão da nota fiscal ao setor financeiro; o financeiro volta ao vendedor para confirmar os dados da venda; somente depois de confirmado, emite a nota fiscal, que é repassada ao estoque, para por fim liberar a mercadoria”

Veja que processo engessado. Isso acabado com os softwares de gestão ERP. Os setores já poderão enxergar na tela desde o orçamento em aberto, e quando a venda é fechada, tanto estoque quanto financeiro já é informado, e o próprio setor de vendas poderá emitir a nota fiscal, e também consultar se o cliente tem alguma fatura em aberto. E claro, o vendedor poderá ter a quantidade dos produtos que estão no estoque. Não correrá o risco de vender um produto em falta, por exemplo.

O sistema ERP proporciona: controle de vendas, de estoque e financeiro, 3 pontos cruciais para qualquer empresa.

 

Artigo escrito por Gabriela Vitória, marketing no GestãoClick e apaixonada com a área de tecnologia.

Compartilhe com sua rede favorita!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •